Votos post

Não existe exatamente um perfil concreto e único de como identificar um traidor, pois cada pessoa é diferente e isso implica nas suas ações, o que é possível fazer é identificar e interpretar sinais que podem ser relacionados com casos de traição. Perfil psicológico de quem trai.

A traição se tornou algo “normal” atualmente, sendo motivo de chacota e ridicularização, é algo considerado por muito banal e um relacionamento fiel se tornou raridade entre os jovens. 

Mas o que faz as pessoas cometerem tal ação? Porque a necessidade de trair sendo comprometido? Como descobrir se estou passando por uma traição? Esses tópicos serão discutidos a seguir. 

Mentiras constantes  

A constante compulsão por mentiras é algo regular em casos de traição, onde o traidor se torna uma máquina de mentiras e sempre esta com uma mentira pronta na ponta da língua. 

A forma mais eficaz de descobrir se o indivíduo esta mentindo é repete as perguntas e analisar se suas respostar batem com as respostas anteriores ou se ele entre em contradição, afinal, se for verdade, ele não vai se confundir na hora de responder. 

Outras vezes, seu companheiro, no nervosismo, pode lhe dar respostar vagas ou evitar responder a resposta diretamente dando voltas em outros assuntos apenas para tentar se safar de responder. Perfil psicológico de quem trai.

Esse tipo de pessoa se sente pressionado e com medo de ser descoberto em sua mentira, o que faz sua ansiedade aumentar, então note sempre a linguagem comportamental do indivíduo enquanto ele fala. 

Sintomas clássicos de mentiras são os tiques nervosos, gagueira ou até mesmo a própria pessoa evitar falar sobre si mesma e vive abordando assuntos que não o envolva, fazendo perguntas aleatórias apenas para lhe distanciar de desconfianças. 

Mas também há aqueles que são mais seguros de si, que tende a agir naturalmente na hora de contar uma mentira, mas mesmo assim podem cometer erros e se contradizerem ou expressarem espanto quando constatados de algum erro. 

Essas pessoas já mostram o poder de controle mais sobre suas emoções para ter essa facilidade em manter friamente uma mentira, o que os faz serem do tipo que se sofrerem uma separação, não sentiram o sentimento de perda por muito tempo. 

Para os psicólogos, os mentirosos são pessoas que possuem carências emocionais maiores pois preferem contar uma mentira mantendo seu cônjuge numa bolha sob seu controle do que simplesmente se separar dele(a). Perfil psicológico de quem trai.

Eles podem ser tão carentes ao ponto de que se forem descobertos, vulgo “pegos no flagra”, em pouco tempo após a separação, arranjarão um novo parceiro para continuar sua vida como se nada tivesse mudado. 

Perfil psicológico de quem trai

Buscam aventuras  

A busca por uma nova aventura é uma das desculpas mais utilizadas por pessoas que foram infiéis em seis relacionamento amorosos. 

Essa motivo para trair, para a psicologia, pode surgir com o avanço da idade, onde pessoas, principalmente os homens, passam por crises e não aceitam a sua idade se avançando cada vez mais. 

Como maneira desesperadora de tentar manter uma imagem jovem e não aparentar ter a idade que tem, os traidores buscam por coisas ousadas e aventuras diferentes para lhes prover excitação e sentimentos juvenis. 

Uma dessas aventuras é a traição, o que muitas vezes ocorre com um amante muito mais jovem, o motivo é pela própria adrenalina de se comprometer com alguém fora do relacionamento, além de estar tendo duas vidas ativas, lhe fazendo parecer viril. 

Para psicologia isso se dá a sensação de se estar em um jogo e estas pessoas estão no controle, mas como em qualquer jogo, pode ocorrer um “game over” e a pessoa terá que assumir seus erros e lidar com as consequências. 

Uma forma de descobrir se seu companheiro é desse tipo é só analisar seu comportamento, se ele aparentar estar preocupado demais com sua aparência e ao mesmo tempo estar mais cansado com muita frequência, já é um sinal. 

Grande desejo em seduzir 

As pessoas não traem apenas por sexo, em muitos casos as pessoas, principalmente as mulheres, traem para se sentirem sedutoras e desejadas. 

Em muitos relacionamento, pode ocorrer do cônjuge ser ótimo de cama, mas que não demonstra sentimentos de atração e afeição por seu parceiro(a), e isso pode leva-los a buscar isso que lhe falta em outra pessoa. 

Assim como no que foi mencionado acima, a pessoas desse tipo se sentem em um jogo onde o ápice é deixar o outro indivíduo totalmente seduzido através de flertes, o fazendo entrar em êxtase apenas por saber que alguém esta atraído por si. 

Seus desejos envolvem no ato de conquistar alguém, o que vem de uma pessoa com um grande sentimento de vaidade, já que pessoas desse tipo sempre buscam estar em forma e de boa aparência. 

São pessoas que adoram iludir e trair seus parceiros amorosos apenas por prazer próprio, uma forma de descobrir é avaliar o comportamento diário da pessoa, com que frequência ela se arruma e se esse preparo todo é para você ou para outro. 

Para os psicólogos, esse tipo de pessoa busca sempre ter liberdade em seus relacionamentos, sem muitas vezes levar em consideração os desejos de seu cônjuge. 

Perfil psicológico de quem trai
 

Muitas vezes esse comportamento pode se tornar hipócrita, onde o traidor que se sentir livre para fazer o que desejar, enquanto o seu parceiro deve se manter restrito as limitações imposta pelo traidor se tornando uma vítima no seu jogo. 

Essas pessoas sempre buscam se vitimizar para que sempre saiam por cima na hora de admitir os erros, eles buscam sempre por desculpas como “ele(a) não me satisfaz e por isso fiz isso!” evitando sempre se desculparem. 

Isso e muito prejudicial para a vítima que pode realmente acreditar que tem culpa e desenvolver carência emocional e baixa alto estima, e a faz ter uma vida cheia de duvidas e mágoas que podem causar ainda mais transtornos traumáticos. 

Esses indivíduos sempre se preocupam e serem amadas e nunca em amar, onde seu ego e vaidade falam mais alto e não aceitam algo fora de seu controle e muitas vezes não aceitam a rejeição por se sentirem muito superior aos demais.